Barra Funda    
(54) 3369-1200
    Porto Alegre    
(51) 2121-0050
HISTÓRIA
Linha do Tempo
  • 1940


    Sócio fundador da empresa no local onde foi descoberta a fonte de água mineral.

  • 1947


    Término da construção da casa de captação para proteção da fonte de água mineral.

  • 1948


    Técnico do Departamento de Minas e Energia fazendo a análise da fonte "in loco" para avaliação e caracterização físico-química da água mineral.

  • 1949


    Primeiros equipamentos industriais utilizados no envase de água mineral.

  • 1958


    Quadro de funcionários da empresa.

  • 1960


    Vista da área externa do primeiro prédio industrial e da fonte de captação de água mineral.

  • 1966


    Funcionamento da primeira enchedora automática de garrafas vidro para bebidas carbonatadas e não-carbonatadas.

  • 1968


    Primeira lavadora automática para garrafas de vidro.

  • 1973


    Ampliação da área fabril com a construção de novo pavilhão, área carga e descarga e pátio externo.

  • 1975


    Perfuração do primeiro poço artesiano para suprir o aumento de demanda por água mineral.

  • 1978


    A empresa estabelece uma parceria com a Cia Antarctica Paulista para envasar os refrigerantes Antarctica a passa a ser a primeira franqueada da companhia no Brasil.

  • 1979


    Ampliação da capacidade de produção com a aquisição de novos equipamentos para lavagem e envase de água mineral e refrigerantes.

  • 1987


    Vista aérea do parque fabril da empresa.

  • 2002


    Início da produção dos refrigerantes Sarandi.

  • 2014


    Vista aérea das instalações industriais da empresa.

A Fonte Água Mineral Sarandi

Encontram-se no parque de preservação da mata natural da empresa e em lugar privilegiado pela natureza. Um bosque nativo com 360.000 m² garante a qualidade e a pureza das águas que vertem e são envasadas em diversas embalagens.

Quatro casas de captação em alvenaria protegem as fontes que abastecem oito linhas de produção do parque industrial, que conta com uma área útil construída de 24.000 m²

O Parque Industrial e de Preservação Natural da Águas Minerais Sarandi estão localizados às margens da RS 569, Km 30, rodovia asfaltada que liga Barra Funda à Porto Alegre, distando da capital gaúcha, 330 Km.

A descoberta

A natureza encarregou-se de mostrar, na década de 40, a pureza e as qualidades da água da fonte. Uma constante e extraordinária povoação de aves e animais selvagens, que faziam do local ponto para beberem água alertaram os primeiros habitantes e as pessoas que passavam no trecho Sarandi - Palmeira das Missões.

O início

Com o passar do tempo, a presença de aves e animais ao redor da fonte, levou o proprietário da área, Mário José Zandoná, a enviar a água para análise em laboratório. Com o resultado positivo em mãos, Mário e os sarandienses Saul Farina, Armínio da Silva, Antônio Oltramari, Dionísio Peretti, Olmiro Borela e João Domingos Castoldi deram início à jornada de Águas Minerais Sarandi.

Com a comprovação através de análises de ser Água Mineral e própria para a comercialização, surgiu a iniciativa de instalar um engarrafamento, cuja a sociedade foi formada em 06 de maio de 1947, sob a denominação de Águas Alcalinas Sarandi Sociedade Ltda. O começo foi difícil. Inúmeras dificuldades surgiram em razão da inexistência do hábito da população de consumir água mineral natural ou gaseificada. Outro obstáculo surgiu com a localização da fonte, distante dos grandes centros consumidores e um sistema artesanal de engarrafamento. A falta de comunicação, energia elétrica e as estradas em péssimas condições contribuíram muito com as dificuldades dos pioneiros da Água Mineral Sarandi.

Após oito anos de lutas e sacrifícios surgiu a ideia também de engarrafar refrigerantes com a marca Sarandi, tais como Guaraná, Laranjada, Limão, Abacaxi, Cereja, Uva e Ki-No-To (sabor Cola) proporcionando uma melhora na comercialização dos produtos engarrafados, e alavancando as vendas da empresa.

O crescimento

Equipamentos semi-automáticos, foram usados no produção de bebidas no período de 1955 a 1965. A partir de então, a fábrica ingressou na era da automatização, com uma linha de produção de 4.000 garrafas/hora. Em 1975, começou a produzir o refrigerante Crush (Sabor Laranja), com contrato de franquia.

No ano de 1977, lança no mercado as primeiras garrafas descartáveis para água mineral em PVC.

Em 1978, encerrou as atividades da Crush e Refrigerantes Sarandi para produzir toda a linha de Refrigerantes da Companhia ANTARCTICA, sendo a primeira franqueada do Brasil. A franquia seguiu durante 24 anos, quando em 2002, por vontade própria, desfez a parceria e voltou a envasar refrigerantes com a marca SARANDI.

Em 1979 lança a primeira garrafa de vidro personalizada para água mineral no Brasil.

A produção atual

Atualmente a empresa envasa e comercializa Águas Mineral Fonte Sarandi com e sem gás, Águas Mineral Fonte Floresta com e sem gás e Refrigerantes Sarandi, nos sabores guaraná, Limão, laranja, Uva, Cola, Cola Fresh e Águas Tônica, Tampy Ice, Energético Red Rex, Repositoes Energéticos Citrus, nos sabores Frutas Cítricas e Uva, Néctar de Frutas nos sabores Abacaxi, Laranja, Maracujá, Pêssego, Uva e Limonada.

A capacidade instalada, com oito linhas de produção, ultrapassa 1.800.000 de dúzias mistas/mês.

O engarrafamento automatizado e os programas de segurança alimentar implantados na fabricação, tais como, Boas Práticas de Fabricação (BPF) e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), garantem a qualidade de envase dos produtos Sarandi.

A empresa é auto-suficiente na produção de embalagens plásticas, possuindo quatro modernas máquinas sopradoras, totalmente automáticas.

Os sistemas de controle de produção, logística e comercialização são totalmente informatizados, fornecendo informações precisas em todos os seus departamentos.

Industrialização

A Água Mineral Sarandi usada no engarrafamento é captada diretamente de três poços localizadas dentro de amplo parque de mata nativa preservada pertencente ao decreto de lavra nº 27.898 de 21/03/1950 explorado pela empresa. O Processo de engarrafamento, obedece aos seguintes procedimentos:

  • - A água é bombeada assepticamente por tubulação aérea totalmente em aço inoxidável até os equipamentos de envase;
  • - As embalagens são lavadas e sanitizadas em equipamentos automáticos antes de seguirem para o envase;
  • - Após a lavagem, as embalagens são envasadas e tampadas em equipamentos automáticos totalmente construídos em aço inoxidável.
  • - Os processos de higienização, envase e tampamento são realizados dentro de sala asséptica, construída de acordo com as normas da Secretaria da Saúde (RS), DNPM e ANVISA;
  • - Somente depois de envasadas e lacradas as embalagens são conduzidas para fora da sala de envase, onde são codificadas, inspecionadas, rotuladas, empacotadas ou encaixotadas, paletizadas e armazenadas.
  • - O armazenamento é feito em área interna da empresa, em locais protegidos de luz e calor.
  • Qualidade

    A Empresa mantém quatro técnicos responsáveis pelo controle qualidade e processamento de seus produtos.

    Na fábrica são feitos diariamente controles microbiológicos e físico-químicos da água mineral extraída das fontes, das bebidas que serão envasadas, dos produtos após envase e inspeções de qualidade nas embalagens e equipamentos com aproximadamente 300 análises diárias;

    Mensalmente são feitos os exames físico-químico e microbiológico de acompanhamento por laboratórios externos credenciados pelos órgãos estaduais e federais, como FEPAM, DNPM e ANVISA.

    Periodicamente, a Secretaria da Saúde (RS), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), Ministério da Agricultura (MAPA) e Agência nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) realizam inspeções na fábrica e casas de captação de água mineral.

    A empresa mantém programas de qualidade e segurança alimentar em todas as linhas de envase e áreas de fabricação e processamento de bebidas, sendo auditada e certificada regularmente por empresas de auditoria independentes reconhecidas nacional e internacionalmente.